Category :

say cheeseEstamos chegando no mês sete. Lá atrás, quando o ponteiro do relógio indicou que dezembro tinha acabado e janeiro surgia cheio de promessas de um ano realmente novo, nós fizemos planos, renovamos esperanças, buscamos o melhor dentro de nós mesmos. Cá estamos na metade e, com o corre-corre da vida, muito disso ficou pelo caminho. E isso é até perdoável.Mas o que a gente realmente quer deixar de legado para 2015?

A dieta que ainda não começou? A possibilidade de ver mais os amigos? O ideal de falar tudo o que pensa – e deixar de guardar aquele rancorzinho que sempre fica sumido no fundo da nossa gaveta?

Julho é um bom mês para repensar o ano, e não só porque já chegamos na metade dele; mas também, e principalmente, porque é um lembrete de que ainda temos uma nova metade para recomeçar e atingir as metas que prometemos a nós mesmos lá em janeiro.

Por aqui na São Vicente as nossas resoluções de ano novo estão sendo cumpridas. Lançamos em junho, por exemplo, nossa linha de Fondue, fazendo com que o inverno ganhasse ainda mais sabor pelo Brasil. Expandimos nossa presença pelo país, ampliamos nossa produção, aumentamos nosso mix de produtos, e ainda tem muita coisa que colocamos na nossa lista de desejos para conquistarmos até o relógio voltar a contar que dezembro terminou mais uma vez. E pode ter certeza que estamos correndo atrás desses objetivos com unhas, dentes e pedaços de queijo!

Se você ainda tem itens da sua própria lista que estão longes de serem alcançados, não se desespere. Ao invés disso, comece. Do início, mesmo. Às vezes, 99% da realização daquilo que a gente quer está, justamente, em começar – porque o pontapé inicial diz muito sobre a evolução de algum objetivo.

Quer um exemplo? Fazer atividade física. Muita gente quer perder alguns quilinhos, ou ter uma vida mais saudável (ou os dois, na maioria dos casos), objetivos que podem ser alcançados com maior potencial a partir de uma atividade física. Aí, a história é sempre a mesma: segunda-feira eu começo. A gente enche o pandu no domingo, “pra despedir”, e dorme tendo certeza absoluta que a segunda-feira será promissora. Quando ela chega, porém, chegam também as desculpas: está muito frio, estou cansado, dormi mal, a cidade está insegura, o ônibus está lotado, acho que vai chover, estou triste com o PIB do Cazaquistão. Não importa qual seja o motivo, ele será uma desculpa pra adiar o pontapé inicial até a próxima segunda.

Se a gente deixa a desculpa de lado – e não é só pra esse exemplo não, é pra tudo, mesmo – a gente vê uma coisa que só testemunha quem tem iniciativa: a gente vê as coisas mudarem. Pra melhor ou pior a gente só vai descobrir no futuro. Mas é melhor sair do lugar do que permanecer sempre no mesmo, principalmente quando o mesmo não nos traz felicidade, certo? Se você fez a famosa listinha de começo de ano, com certeza planejou grandes melhorias pra sua vida. Então aproveita enquanto é tempo e comece!

A gente promete: as recompensas são incríveis! E se você precisar de uma ajudinha, conte com a gente. Afinal, depois daquele dia que parecia não ter mais fim, sempre iremos te oferecer um queijo, sugerir um vinho e dar um abraço.

O mundo pertence a quem se atreve! Disso, a gente tem certeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *