Category :

Você já deve ter visto nas embalagens de muitos produtos a palavra “tipo”, no sentido de colocar o alimento dentro de uma categoria específica de sua área. No nosso caso, você encontra essa denominação em alguns queijos, como nos queijos de mofo azul ou branco, onde temos os queijos “tipo” Gorgonzola, “tipo” Brie Duplo Creme e “tipo” Camembert.

Mas o que isso significa?

O “tipo” é apenas um meio de dizer que o queijo é o mesmo de sempre, só não foi produzido no seu local de origem. No caso do Gorgonzola, seu local de origem seria a Itália. Assim, todo Gorgonzola que for produzido fora de lá, como a gente faz, vira “tipo” Gorgonzola. Mas isso não quer dizer, nem de longe, que é um Gorgonzola genérico! Pelo contrário: fazemos de tudo para reproduzir ao máximo as mesmas condições do local de origem para que o queijo “tipo” seja tão bom quanto o “original”.

Por aqui, a fabricação segue as condições ideais de produção de cada um dos nossos queijos, mesmo que eles tenham sido criados do outro lado do oceano. Temos tecnologias que reproduzem características de diferentes lugares para resultar em produtos com propriedades sensoriais e culinárias semelhantes com aquelas que são típicas da região de origem.

Quer um exemplo dentro da nossa fábrica? Vamos te dar dois: o Brie e o Camembert. A origem deles é francesa e o nome vem das regiões onde eles foram criados. Ou seja, a denominação de origem vem dos queijos. Ao fazermos um produto semelhante, temos que colocar a expressão “tipo” só para que fique bem claro que ele não foi produzido em terras francesas, mas sim aqui, no aconchego de Minas Gerais.

Mas atenção: o selo de “tipo”, cujo uso na embalagem é obrigatório e determinado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), não transforma um produto em “falsificado”. Essa é apenas uma regra da legislação vigente no Brasil em relação às nomenclaturas, e a qualidade dos nossos alimentos é atestada pelos órgãos regulamentadores. Afinal, eles também analisam a forma de produção, além das características dos queijos, e não só o nome que está impresso nas embalagens.

Por isso, da próxima vez que você se deparar com um queijo “tipo” não precisa se espantar. Isso é só um indicativo que seu alimento foi feito mais perto de você e entra na sua casa com a mesma qualidade, e o mesmo sabor, com que seria feito nas fazendinhas do interior da Europa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *