tábua de queijos e frutas
Category :

tábua de queijos e frutasO inverno decidiu que agora vai ser verão, e cá estamos nós, às portas da primavera e com algumas das temperaturas mais quentes dos últimos tempos! Assim até desanima esperar pelo verão, né? Apesar de ser uma das épocas mais animadas do ano, se no inverno já estava assim, podemos preparar pra dezembro a hashtag #ninguémmereceessecalor!

Mas reclamar também não leva a nada, então bora fazer a diferença! E se não dá pra desligar o termostato do sol, dá pra pegar leve na cozinha e preparar comidinhas leves, saborosas, que vão te deixar com disposição durante o dia (ou durante a noite), sem perder o rebolado quando o mundo parece abafado. Veja abaixo algumas dicas de como consumir – e guardar! – queijos nos dias mais quentes.

O que consumir?

Queijos finos combinam com receitas sofisticadas, sim, mas não passam sem lugar nesse calorão danado. Uma boa dica é combinar queijos com frutas, para além do clássico gorgonzola com nozes. Dá pra enfeitar as tábuas de queijo com maçãs, peras, uvas, morangos, figos, melão, castanhas e amêndoas. Tudo isso, no entanto, passa longe de ser apenas decorativo: se a intenção é harmonizar os queijos com espumantes e vinhos rosê, servidos geladinhos, cada uma dessas frutas pode dar uma valorizada bem especial na degustação.

Além disso, quem não larga queijo nem por reza tem que saber selecionar melhor as opções para não passar aperto com um cardápio pesado. Em tempos de calor, queijos como o Coalho e o Brie são bem cotados, pois funcionam com praticamente tudo e são práticos de comer e combinar. Os Cremes, última novidade da São Vicente, também são uma ótima opção para ter queijo no lanche sem pesar a mão e passar mal. Ricota e Cream Cheese são possibilidades deliciosas, pouco calóricas e muito a ver com franguinho e salada, e podem fazer combinações dos deuses para um sanduíche que o verão pede.

O Fondue quente fica pro ano que vem – mas os potinhos de fondue podem (e devem) ser consumidos geladinhos também! Fica o máximo. É só tirar da geladeira e consumir, com pão, biscoitos ou torradas. O lema é: quanto mais refrescante, melhor!

Como armazenar os queijos na época de calor?

Cada queijo tem uma forma de armazenamento específica, como já comentamos aqui. Mas, mesmo assim, é bom lembrar que, quando a temperatura sobe, todo cuidado é pouco – principalmente com queijos que apresentam mofo. Se o queijo pede um local seco e arejado, guarde-o em um local seco e arejado que, também, não receba luz solar direta. Se a ideia é guardar na geladeira, guarde imediatamente após abrir a embalagem, sem deixar que ela fique “no tempo” por muito tempo.

Mesmo com esses cuidados o queijo pode durar menos em temperaturas muito altas. Por isso, quando for consumir de novo, verifique o sabor, o cheiro e a textura do produto antes de colocá-lo na receita. Costumamos brincar que o queijo é um ser vivo – e, assim como qualquer ser vivo, sofre com as alterações bruscas de temperatura. Se a gente já passa aperto com temperaturas muito altas, imagine os queijos, que são super frágeis e perecíveis… mas, com os cuidados recomendados nas embalagens, as chances são de que ele ainda dure por muitos pratos na sua casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *