Category :

Gorgonzola e Fondue_00A pergunta do título é mais comum do que se imagina – e, não, não são só as crianças que perguntam porque é que os queijos “chiques” mofam. Quem, aliás, nunca se fez essa pergunta na gôndola do Gorgonzola que atire a primeira pedra.

Mas a realidade é que os queijos não “mofam”- pelo menos não do jeito que você está pensando. Os alimentos costumam mofar porque o mofo é uma forma de representar o crescimento dos fungos. Quando eles atingem a casca de algo, como pão ou fruta, eles mudam a característica da superfície desses alimentos. Como nem todos os fungos são “do bem”, quando algum alimento mofa, o mais recomendável é jogá-lo fora.

No caso dos queijos finos, como o citado Gorgonzola, o mofo é de propósito: os fungos (Penicillium roqueforti) são adicionados ao leite do queijo para que, ao se proliferarem pelo alimento, eles possam dar mais sabor ao produto. Esses fungos são selecionados e não fazem mal à saúde, então pode comer à vontade.

Mas não é só o Gorgonzola que tem esse tratamento especial, e é considerado pronto somente após aparecer seu mofo: o Brie e o Camembert também passam pelo processo de adição de fungos, porém na superfície dos queijos (nesse caso, Penicillium candidum ou Penicillium camemberti), para que seus sabores fiquem mais apurados.

Resumindo: não precisa fazer cara feia para o mofo do queijo, porque ele não mofou “de ruim”! Bom, pelo menos não enquanto conservado da maneira correta e consumido dentro da validade… na gôndola, em um primeiro momento, o queijo pode até parecer bem esquisito com aquele tantão de mofo – mas, como o essencial é invisível aos olhos, quem resolve apostar na família dos fungos para degustar queijos especiais tem enormes chances de se surpreender positivamente.

A dica do dia é, hoje, dar essa oportunidade a um dos nossos queijos. Já correu pro supermercado? 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *