Category :

Gouda02

Sucesso garantido em qualquer mesa de queijos e vinhos, ou de risotos, ou de fondues… já deu pra perceber, só pelas infinitas possibilidades, que o queijo Gouda é pau pra toda obra, né? E, acredite: você ainda não sabe nem a metade sobre essa delícia da casca rosa que faz parte do dia-a-dia de todo queijólatra.

A começar por sua origem: muitos anos antes de estar no seu supermercado preferido dentro de uma embalagem da São Vicente, o Gouda foi criado como queijo amarelo feito a partir de leite de vaca em uma cidade dos Países Baixos chamada… Gouda. A Comissão Europeia tenta proteger o nome para queijos feitos única e exclusivamente dentro do município holandês, mas sua fama já está tão enraizada ao redor do mundo que chamam-se Gouda todos os queijos do mesmo tipo, produzidos em qualquer cidade de qualquer país. Atualmente, é o queijo mais produzido dentro da Holanda.

A peça do Gouda, de casa lisa e cor vermelha ou rosa, é tamanho família, pesando de 5kg a 10kg cada. O peso e as cores deixam o queijo ainda mais visível não só nas gôndolas, mas também na decoração que ele proporciona: é comum vermos “cestinhas de Gouda”, recheadas de pedaços quadrados de queijo Gouda, em restaurantes e churrascarias. Além disso, pode acreditar, suas peculiares características rendem ao simpático queijo o status de fotografia para quadro e estampa de almofada, fazendo com que seja item de decoração inclusive dentro de casa.

No seu processo de produção, o Gouda leva alguns meses para maturar; depois desse tempo, já tem consistência firme e textura lisa e flexível. Tem pequenos buraquinhos (o suficiente para ser visível, mas não o suficiente para ser confundido com um queijo suíço, por exemplo) e, quando jovem, o queijo é frutado e doce – assim como o vinho, seu sabor e aroma se intensificam conforme vai ficando mais velho.

Na cozinha, algumas versões do Gouda saem temperados de fábrica, com temperos a base de alho, cebola e cominho. Por ser gorduroso, derrete bem, o que dá a ele o status de boa pedida em molhos, sopas, pizzas – e até saladas e outros aperitivos. Por incrível que possa parecer aos ouvidos de quem não o conhece tão bem, o Gouda acompanha divinamente frutas e doces, dando um toque agridoce à sobremesa. Em sanduíches ele também se encaixa da forma ideal, e algumas pessoas o classificam como a substituição elegante ao queijo prato. Ah, e se estiver bem maturado, pode substituir o parmesão ralado na grande maioria das receitas.

Agora que te contamos tudo isso, conta aqui pra gente: você já sabia que o queijo Gouda era tão simpático – e prático – desse jeito? 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *