Sobre

A combinação Minas Gerais e queijo é conhecida mundialmente pela qualidade e tradição cultivada pelos nossos ancestrais, que tornaram o estado uma referência gastronômica.

Como não poderia deixar de ser, a maioria das indústrias de queijos finos está no estado de Minas e o grupo familiar que hoje administra a Laticínios São Vicente é referência na produção de queijos especiais.

A São Vicente oferece uma linha diversificada, com sabor inconfundível. A lista variada de produtos pode ser encontrada nas prateleiras dos supermercados perto de você.

Origem Dinamarquesa e tradição brasileira.

No início do século passado, imigrantes dinamarqueses chegaram ao sul de Minas trazendo com eles técnicas peculiares na produção de queijos finos. Essa tradição, aliada às condições favoráveis da região, como topografia, clima, altitude, além da fácil adaptação do gado holandês para a produção de leite, proporcionou a criação de um polo pioneiro de produção desse tipo de queijo na região.

Fabricante brasileira com experiência e tradição de três gerações na produção de derivados do leite, a São Vicente é a única empresa descendente dos dinamarqueses que ainda desenvolve a arte de produzir queijos finos no Brasil.

Você Sabia?

Além de se preocupar minuciosamente com a qualidade dos produtos que chegam à sua mesa, nós também cuidamos com carinho do meio ambiente.

A São Vicente é referência no sabor e na responsabilidade ambiental!

Nossas fábricas estão preparadas para garantir a separação de plásticos, vidros, papéis e produtos orgânicos, que através de coleta especializada não geram impactos para a natureza. Nossas caldeiras, que utilizam gás liquefeito de petróleo (GLP) como combustível, garantem mais limpeza do ambiente fabril, menor impacto de gases para a atmosfera durante o funcionamento, menos manutenção e menos acidentes de trabalho. Por meio da Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), recolhemos todo o líquido oriundo do processo de fabricação e garantimos tratamento adequado aos resíduos fabris. Nossas ETEs trabalham com 96% de eficiência.