estepe

Originário das estepes russas, o queijo tipo Estepe é fabricado com leite de vaca. Possui uma cor amarelo-palha, massa semicozida, e aroma e textura próximas ao do queijo Prato. Devido a sua maturação, seu sabor é frutado, ligeiramente picante. Diferente da maioria, este queijo tem formato quadrado e olhaduras ao centro.

 

estepe_skinpack

ESTEPE_forma

Para degustação, o Estepe deve ser retirado da geladeira pelo menos trinta minutos antes de ser servido para que adquira a textura e o sabor adequados. É um queijo de fácil corte, ideal como aperitivo ou para compor sanduíches. Também usado na gastronomia para preparar molhos e fondues.

Pães diversos e frutas como uva, cereja e pera.
Vinho tinto Pinot Noir e vinho branco frutado do tipo Astis ou Rieslings.

Manter refrigerado na embalagem original em temperatura não superior à 12°C. Após aberto, envolva o queijo em papel filme e retorne à geladeira. Consumir em até 10 dias.

Porção de 30g (1 fatia)

Valor energético 127kcal=526kJ (6%VD)
Carboidratos 0g (0%VD)
Proteínas 7,0g (9%VD)
Gorduras totais 11,0g (20%VD)
Gorduras saturadas 7,0g (32%VD)
Gorduras trans 0 (-)
Fibra alimentar 0 (0%VD)
Sódio 160mg (7%VD)

 

(*) % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. **VD não estabelecido. Ingredientes: Leite tratado termicamente, cloreto de sódio, cloreto de cálcio, coalho, fermento lático e corante natural de urucum (INS 160B). NÃO CONTÉM GLÚTEN. Modo de conservação: Mantenha resfriado à temperatura não superior a 12°C. Após aberto, manter em geladeira e consumir em até 20 dias.

O queijo tipo Estepe é uma excelente fonte de cálcio. Uma alimentação rica em cálcio é extremamente importante para fortalecer a estrutura óssea do corpo e evitar a osteoporose.

Com o leite pasteurizado no tanque de fabricação, adiciona-se ingredientes como cloreto de cálcio, corante, fermento e coalho. Ao coagular o leite, é feito o corte da coalhada e a primeira mexedura. Em seguida, a massa fica em repouso, momento em que é feita a dessoragem parcial. A segunda mexedura é mais vigorosa, e é acompanhada do aquecimento e lavagem da massa. O Mestre Queijeiro verifica o ponto cerca de 80 minutos após o corte da coalhada e então é feita uma pré-prensagem da massa ainda com soro. Ao cortar os blocos, enformar com panos dessoradores e prensar a massa, é a vez da salmoura que ocorre em câmaras frias. Após a secagem, os queijos são embalados em sacos plásticos apropriados e enviados para a câmara quente de maturação, onde ocorre a formação de olhaduras. Os queijos são acondicionados em câmaras frias até o momento de sua comercialização.