camembert

 

PERSP_CAMEMBERT_SEM_PESOO queijo tipo Camembert tem alguma semelhança com o Brie, do qual se originou, mas este queijo é da região da Normandia, no noroeste da França. Fabricado com leite de vaca, apresenta uma fina casca aveludada de mofo branco comestível, formada por fungos do gênero Penicillium Candidum. O queijo jovem tem um sabor suave, ligeiramente ácido. Já com 45 dias de fabricação, o Camembert alcança uma maturidade e uma personalidade, resultando em um sabor e aroma mais pronunciados.

Para degustação, retire da geladeira com uma hora de antecedência. O Camembert deve ser cortado ao meio e, em seguida, ser fatiado do centro para a extremidade. Dessa forma você mantém o equilíbrio ideal entre a crosta e a massa em cada fatia.

Frutas como pera e maçã, amêndoas, nozes e geleias.

Vinhos tintos Cabernet e Merlot e cervejas Pilsen, Weizenbier e Kölsch.

Deve ser conservado à temperatura não superior a 10ºC, na parte inferior do refrigerador, embrulhado no próprio papel especial personalizado São Vicente.

 

INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS : Porção de 30g (1 fatia)
Valor energético 94kcal=391kJ (5%VD)
Carboidratos 0 (0%VD)
Proteínas 5,8g (8%VD)
Gorduras totais 7,9g (14%VD)
Gorduras saturadas 4,7g (21%VD)
Gorduras trans 0 (-)
Fibra alimentar 0 (0%VD)
Sódio 191mg (8%VD)

 

(*) % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. **VD não estabelecido.
Ingredientes: integral pasteurizado, cloreto de sódio (sal), cloreto de cálcio, coalho, fermento lático, Penicillium candidum. NÃO CONTÉM GLÚTEN.
Modo de conservação: Mantenha resfriado até 10°C. Após aberto consumir em até 10 dias.

O Camembert é uma fonte rica em cálcio. Contém vitamina B12, que auxilia os nervos e células vermelhas do sangue, bem como protege contra oscilações de fraqueza muscular, demência, incontinência e humor.

O leite é colhido na fazenda, transportado em caminhões termicamente preparados e segue para ser analisado conforme normas do Ministério da Agricultura. Então o leite é pasteurizado e bombeado para os tanques de fabricação onde são adicionados os ingredientes da massa. Ele fica ali até coagular. A coalhada é separada e a massa é agitada até ficar com a consistência adequada. Ao atingir o ponto, grande parte do soro da massa é retirado para que para que possa ser enformado. Os queijos são encaminhados para a sala de fermentação, onde ficam por um dia e, em seguida, passam pela salmoura. No fim do processo de salga é feita a pulverização do fungo Penicillium Candidum sobre os queijos, que são levados para câmaras de maturação, onde permanecem até o momento da embalagem para comercialização.